Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > DIRIGENTES E SINDICATOS CUTISTAS ACOMPANHAM A POSIÇÃO DOS DEPUTADOS SOBRE A RENEGOCIAÇÃO DAS DÍVIDAS DO ESTADO

Dirigentes e sindicatos Cutistas acompanham a posição dos deputados sobre a renegociação das dívidas do Estado

17/10/2017

A CUT-SC se manifesta contra o PL que renegocia as dívidas do Estado, já que o projeto irá prejudicar os servidores estaduais e todo o povo catarinense

Escrito por: Pricila Baade

Dirigentes cutistas e representantes do Sinte e da Fetraf-SC  foram até a Assembleia Legislativa de Santa Catarina na manhã desta terça-feira (17) para acompanhar os deputados estaduais durante a votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do PL 350/2017, que renegocia as dívidas do Estado. O projeto irá prejudicar os servidores estaduais e todo o povo catarinense, já que limita os gastos primários que inclui a saúde, educação, segurança pública e políticas sociais.

A proposta do Estado vai de acordo com a emenda constitucional 95 do Governo Temer, que impõe um teto de gastos públicos para os próximos 20 anos e vai prejudicar toda a população ao diminuir os recursos para áreas essenciais.

Durante a votação do PL na Alesc, o deputado estadual Dirceu Dresch, do PT, manifestou sua oposição ao projeto e afirmou que o Governo do Estado está seguindo as regras impostas pelo governo de Temer, que espera que os estados diminuam os gastos com políticas sociais e que privatize todas as estatais e empresas públicas.  Ele ainda questionou a falta de informações que o projeto traz, sem anexar os contratos e documentos que especificam as regras da nova negociação entre as instituições financeiras e o governo.

Mesmo assim, o projeto foi aprovado pela constituição, com votos contrários apenas dos deputados Dirceu Dresch (PT) e Rodrigo Minotto (PDT) e agora seguirá para a Comissão de Finanças.

Para a presidenta da CUT-SC, Anna Júlia Rodrigues, o problema não é a renegociação das dívidas, mas sim o compromisso que o Governo do Estado está assumindo em limitar os gastos com áreas essenciais para a vida da população. “Os servidores públicos estaduais serão fortemente prejudicados, tanto nas progressões de carreira, como nas possibilidades de reajuste salarial. Nós, da CUT-SC, continuaremos pressionando os deputados para que o projeto não seja aprovado”.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br