Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > NAS RUAS TRABALHADORES PROTESTAM CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Nas ruas trabalhadores protestam contra a Reforma da Previdência

16/03/2017

Um dia para mandar o recado aos deputados: se aprovarem a reforma da previdência Santa Catarina vai parar

Escrito por: Por Portal Catarinas e informações de Sílvia Medeiros

“Nenhum direito a menos e Fora Temer” foram as frases mais ouvidas nos atos em Santa Catarina, durante toda esta quarta-feira, dia 15 de março, Dia Nacional de Paralisação contra a Reforma da Previdência, convocado pelas centrais sindicais brasileiras e organizado, em Santa Catarina, pelo Fórum de Lutas em Defesa de Direitos. Mobilizações em locais de trabalho, diálogo com a população, assembleias de categorias e protestos compuseram a agenda de sindicatos e movimentos sociais que se empenham em denunciar as reformas da previdência e trabalhista que tramitam no Congresso Nacional.

Em Santa Catarina, ocorreram atos em Joinville, Jaraguá do Sul, Itajaí, Blumenau, Rio do Sul, Chapecó, Xanxerê, São Miguel do Oeste, Caçador, Pinhalzinho, Dionísio Cerqueira, Concórdia, Tubarão e Araranguá. “Demonstramos nas ruas que a classe trabalhadora não aceita a retirada de direitos e uma reforma da previdência que prejudica drasticamente trabalhadores. Não vamos aceitar retrocessos e já nos preparamos para novas mobilizações”, afirma Anna Julia Rodrigues, presidenta da CUT-SC.

Os sindicatos CUTistas estiveram presentes em diversas mobilizações e panfletagem pelo estado. Em Florianópolis que concentrou um maior número de participantes, devido as assembleias das categorias estaduais ter se concentrado na capital catarinense, o ato unificado reuniu, cerca de 10 mil pessoas que marcharam pelas ruas do centro da capital, exigindo que a reforma não seja aprovada pela Câmara Federal.

Rosane Bertotti, Secretário de Formação da CUT Nacional acompanhou a passeata e destacou o envolvimento dos trabalhadores nessa atividade. “Nossos trabalhadores estão conscientes dos males da reforma da Previdência que vai tirar direitos dos trabalhadores do campo e da cidade. Precisamos continuar unidos para combater também a reforma Trabalhista que caminha a passos largos no Congresso Nacional e é tão maléfica ao nosso povo como a reforma previdenciária”, salientou Rosane.

Pelo menos dez categorias do serviço público municipal, estadual e federal, além de trabalhadores do setor privado participaram dos protestos. Servidores da educação estadual realizaram assembleia para discutir uma possível greve e trabalhadores do transporte urbano de Florianópolis e Blumenau também paralisaram suas atividades. A manifestação também contou com diversas organizações do movimento sociais e as centrais sindicais CUT, CSP/Conlutas, CTB, Intersindical e UGT.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br