Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > O QUE É ESSA TENDA NO MEIO DA PRAÇA?

O que é essa tenda no meio da praça?

26/08/2016

Numa iniciativa da Frente Brasil Popular, Tenda da Democracia é inaugurada no dia 24 de agosto e ficará até a próxima terça-feira, dia 30, data provável do final do julgamento da presidenta Dilma

Escrito por: Sílvia Medeiros

No meio da praça, ao lado da feira, do posto da polícia militar. Bem próximo ao Mercado Público, ponto turístico da capital catarinense. Junto ao vaivém de trabalhadores que escolhem aquele espaço da praça para marcharem até seus locais de trabalho, ou trocar de terminais de ônibus entre uma conexão e outra com a grande metrópole. Ali que esta a Tenda da Democracia, um espaço dedicado ao debate e a conversa com a população sobre o golpe de estado que está em curso no país.

“Há um golpe acontecendo no Brasil”, diz uma das mulheres ativistas, que aborda três turistas estrangeiros. Sim, eles já sabem disso e perguntam qual será a nossa reação? Se vamos aceitar calados? “Vamos perder nossos direitos” diz outra ativista ao abordar as pessoas que circulam por dentro da tenda. Alguns param, pegam o panfleto, fazem alguns questionamentos, outros apenas olham, mas também tem aqueles que se esforçam para fingir que não viram nada, cortam caminho para não correr o risco de serem abordados por alguém que tenta retira-lo de sua hipnose.

Ao final do dia um telão se abre, cadeiras de plásticos se espalham pelo tablado de madeira da tenda e a escuridão daquele canto do calçadão de Florianópolis, dá espaço ao brilho da história de “Osvaldão”. O filme narra a trajetória do campeão de boxe, mineiro de Passa Quatro, que se misturou com a floresta e se transformou em comandante da Guerrilha do Araguaia. Um morador de rua, que dorme num dos cantos daquela escuridão, estranha a movimentação e discretamente, de longe, assiste a história desse guerrilheiro. Ao lado da tenda jovens conversam alto, cantam, riem, fumam e bebem. Aquele espaço já é deles por direito. Lá eles se confraternizam. Embora grande parte deles sejam filhos e filhas de trabalhadores, a tenda da democracia não os interessa, o debate parece não atingir aqueles que um dia venderão a sua mão-de-obra em troca de salários e alguns poucos direitos.

O dia acaba as ruas do centro da cidade se esvaziam. Alguns caminhões de reciclagem juntam os papelões deixados pelas lojas. Os militantes da democracia guardam suas coisas. Vão revigorados para suas casas, dialogaram com a população, levaram para o povo um assunto que a imprensa não está falando, o fato do golpe ser contra a classe trabalhadora. Amanhã será um novo dia, a tenda estará na praça com arte, debate e cultura. Amanhã, quem sabe, o povo sairá de sua hipnose. É preciso tentar, é preciso inovar, é preciso ir onde o povo está.

Foto de capa: Priscila dos Anjos

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br