Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > MUITO ALÉM DA INFORMÁTICA, UM CURSO CRÍTICO PARA A CLASSE TRABALHADORA

Muito além da informática, um curso crítico para a classe trabalhadora

08/07/2016

Oferecido gratuitamente pela Escola dos Trabalhadores da CUT, os cursos profissionalizantes e técnicos formam trabalhadores/as críticos e inovam com a pedagogia de Paulo Freire

Escrito por: Sílvia Medeiros

“Hoje eu tenho um endereço eletrônico e isso pra mim é um orgulho muito grande”, essa declaração é da educanda do Curso de Informática e Comunicação da Escola de Turismo e Hotelaria Canto da Ilha/CUT em Florianópolis. Adriana Morais é uma das 17 pessoas que vai se formar, na próxima semana, num curso oferecido gratuitamente aos trabalhadores e trabalhadoras pela Escola Técnica da CUT.

A escola criada e mantida pela Central Única dos Trabalhadores – CUT, apresenta um novo formato de educar. Baseado na pedagogia de Paulo Freire, em que não há saber mais ou saber menos, há saberes diferentes, a escola possui uma série de cursos oferecidos aos trabalhadores e trabalhadoras de forma gratuita e com um formato inovador de aprendizado.

Salete Martins, educadora do Curso de Informática e Comunicação destaca a troca de saberes e a valorização da sabedoria de cada um e cada uma. “A sala é um espaço que a gente tem que compartilhar esses saberes acumulados, mas também, nós enquanto educadores, precisamos ampliar esse universo de conhecimento dos educandos”.

O curso ensina noções básicas de informática, mas além disso, apresenta uma realidade sobre o mundo do trabalho, a influência das novas tecnologias, as ferramentas de comunicação, dentre outros. “Os temas que a gente trabalha, são os desencadeadores do nosso percurso formativo, a gente trabalha as ferramentas básicas e junto a isso, a gente vai trabalhando para além do pensar, de mostrar outras possibilidades, ampliar o conhecimento e fazer uma reflexão mais crítica da realidade. Isso que é interessante quando eles chegam aqui, chegam fechado com as informações que a mídia coloca, isso não mostra qual a realidade do mundo do trabalho, isso é muito camuflado, a gente tenta dialogar com a realidade e fazer um contraponto com tudo que tem aí”, explica Salete.

Andrea Mundini Delazari é ex-educanda do Curso de Informática e Comunicação e foi uma das convidadas para a banca de avaliação da apresentação final. Para ela o curso mudou a sua vida, pois a incentivou para retornar aos estudos e buscar mais conhecimento. “O curso me abriu muito a mente, apesar de ser um curso básico, a gente sai do ensino médio com uma visão que não quer mais estudar, fiz o curso e aí a Salete me senti motivada para cursar uma faculdade”, salientou Andrea

São várias dinâmicas usadas pela escola, mas o pensamento principal é o respeito pelas opiniões diferentes e a construção de um pensamento crítico. Através de grupos de estudos os educandos pesquisam temas como Projetos de Lei que tramitam na Câmara e preveem a retirada de direitos, projeto sobre a democratização da comunicação, o poder da mídia na vida das pessoas e várias outras abordagens que não são debatidos na grande mídia e nem pelas escolas tradicionais.

Além do Curso de Informática e Comunicação, a Escola Técnica oferece gratuitamente os cursos de Gastronomia e Identidade Cultural, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Organização de Eventos, Auxiliar de Pessoal e o Curso Técnico de Hospedagem. Todos, com exceção do curso de tecnólogo, tem a duração de 6 meses e já estão com inscrições abertas para o próximo semestre. O curso técnico encerra final do ano e inicia as matrículas no início do ano que vem.

Para obter mais informações acesse o site da Escola - ETCHI.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br