Twitter Facebook YouTube

CUT SC > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUE CENTRAL > TRABALHADORES PARALISARAM BUDNY CONTRA DEMISSÃO DE EX-FUNCIONÁRIO E DIRETOR SINDICAL

Trabalhadores paralisaram Budny contra demissão de ex-funcionário e diretor sindical

20/06/2016

Por cerca de 30 minutos os trabalhadores junto com o movimento sindical de Criciúma paralisaram as atividades na Budny Tratores de Içara na segunda, dia 20 de junho, pela manhã

Escrito por: Maristela Benedet

Por cerca de 30 minutos o movimento sindical com os trabalhadores de Criciúma paralisaram as atividades na Budny Tratores de Içara hoje (20) pela manhã. O protesto foi motivado em função da demissão por justa causa de um funcionário e diretor do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Criciúma e região (Sinmetal), no dia 02 de outubro de 2015.

Conforme o presidente do Sindicato, Francisco Pedro dos Santos, além de integrar a CIPA o que garante estabilidade na empresa e ainda possuía estabilidade relacionada a um acidente de trajeto "o trabalhador estava inscrito naquele período na chapa do sindicato que concorria para a eleição da nova direção vencendo a disputa no mês de novembro. Desta forma sua estabilidade estava garantida pela lei. Tentamos várias vezes negociar com a direção da Budny sua reintegração ou liberação para o sindicato mas eles não concordaram", disse o presidente.

Conforme Francisco esta foi a primeira mobilização e outras com possibilidade de greve poderão acontecer “caso não chegarmos a um acordo com a direção da Budny”, pontua o sindicalista. O funcionário demitido, Luis Fernando Oscar, que há quatro anos trabalhava na empresa acredita ter sido vítima de perseguição: “Penso que um dos motivos da minha demissão por justa causa foi por ter solicitado a cópia de uma Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) de um ex-funcionário que havia solicitado e a empresa havia recusado dizendo que daria somente por via judicial. Há dois anos ainda tentaram fraudar uma eleição da CIPA para que eu não pudesse concorrer e eu denunciei no sindicato. Pela minha postura alegaram que eu estava do lado do trabalhador e não da empresa, no entanto, era minha função garantir a segurança dos trabalhadores", denúncia o ex-funcionário. A Budny emprega cerca de 350 trabalhadores.    

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
Programa DizCUT Jornal dos Trabalhadores

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE SANTA CATARINA
Rua Visconde de Ouro Preto, 87 | Centro | CEP 88020-040 | Florianópolis | SC
Fone: (048) 3024-2053 | www.cut-sc.org.br | e-mail: cut-sc@cut-sc.org.br